sexta-feira, 13 de maio de 2011

Sustentabilidade: Qual o papel do RH?

Por Washington Luis Silva de Souza 


No dias atuais, o tema “sustentabilidade” vem se transformando em estratégia nas organizações, seja como marketing ou como um setor que visa à sobrevivência da empresa. Mas o que se tem visto é que grande parte das companhias estão aderindo e buscando formas de cada vez mais aumentar as ações nesse sentido.

Podemos dizer que parte desse processo é devido à pressão do mercado, exigindo que seus fornecedores tenham certificações, selos etc. Outra parte são os acionistas, exigindo que a organização tenha uma boa imagem perante a sociedade que está inserida, ou até mesmo a empresa tem a visão de que o futuro se constrói hoje. Independente disso existe um crescente e inevitável aumento das organizações que aderiram à sustentabilidade. Nesse novo cenário, qual o papel dos Recursos Humanos?

Podemos afirmar que o papel do RH tornou-se fundamental na estratégia da sustentabilidade, já que as pessoas farão toda a diferença. Não basta obter as certificações ambientais ou selos sociais, é preciso manter isso, fazendo com que essa iniciativa deixe de ser só marketing e entre no DNA da organização. Isto posto, fica claro que sustentabilidade é feita do dia-a-dia das empresas, desde um processo de reciclagem de materiais, até a conscientização da utilização dos recursos da organização.

Isso me faz lembrar da época do “apagão” aqui em São Paulo. Quando o governo precisou impor um consumo consciente de energia elétrica, todas as empresas e famílias se adequaram, desligando luzes que não precisavam ser utilizadas, mudando alguns de seus processos, utilizando os recursos de energia de uma forma bem sustentável. Por que isso não pode ser feito nos dias de hoje, sem que tenha que ser imposto?

A resposta é simples: mudança de hábitos e de cultura; isso mesmo, aí é que entra o RH. É necessário fazer com que as pessoas (todos os colaboradores, independente do cargo), consigam entrar no clima da sustentabilidade, que sejam responsáveis pelos recursos da empresa, participem com satisfação das ações sociais promovidas pela organização e até cobrem que sejam mais efetivas.

O RH precisa se preocupar em maximizar cada vez mais os resultados da sustentabilidade, para isso é necessário colocar todos os colaboradores para participar do processo, cada um assumindo a sua responsabilidade. É muito comum encontrarmos balanços sociais publicado nos sites das empresas, mas será que o colaborador se sente parte importante para obtenção daqueles resultados ou foi só um levantamento feito pela organização?

Essa é uma pergunta que o departamento de Recursos Humanos deve se fazer. As pessoas só valorizam os resultados quando sentem que fizeram e fazem parte dele; o colaborador só vai deixar de imprimir algum documento que não é importante – economizando, assim, folhas de papel – quando ele sentir que aquela lâmina, vai fazer a diferença no resultado da sustentabilidade da organização, por conseqüência nos resultados mundiais.

Deixo algumas dicas que, acredito, possam auxiliar as empresas nessa difícil tarefa:

1 – Faça uma comunicação eficaz dos programas de sustentabilidade da empresa.

2 – Procure sempre envolver todos os colaboradores nos programas, mesmo que a participação deles seja apenas em operacionalizar o projeto.

3 – Eleja responsáveis diretos em cada setor, com isso você irá ganhar aliados no dia-a-dia, para fiscalizar os projetos.

4 – Crie sistema e fóruns de discussão e opiniões, busque novas idéias e melhorias, assim você vai envolvendo cada vez mais os colaboradores nas atividades.

5 – Se existir a possibilidade, crie programas de premiação para os colaboradores que desenvolverem novos projetos sociais e ambientais, porém eles serão os responsáveis pela elaboração e manutenção.

6 – Divulgue os resultados, comparando com períodos anteriores, assim todos serão responsáveis pelas vitórias e derrotas.

7 – Em cada divulgação dos resultados, procure sempre mostrar o benefício que o projeto está gerando para a sociedade.

São dicas que, acredito, podem começar a trazer benefícios e situar o RH como o principal setor responsável pela estratégia da sustentabilidade. É claro que cada empresa vai desenvolver projetos de acordo com a sua realidade, porém o mais importante é que os Recursos Humanos se engajem em fazer com que cada colaborador, sinta-se responsável por esse tema tão importante dentro da organização.

FonteRH.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário